Profissão Nutricionista – Mercado de Trabalho Nutrição

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas6 estrelas7 estrelas8 estrelas9 estrelas10 estrelas (1 votos, média: 1,00 de 10)

     





Quando se fala em Nutricionista muitas pessoas ficam logo pensando naquelas pessoas que aparecem nos programas de televisão reprovando os hábitos alimentares das pessoas, parecendo ser uma pessoa desagradável. Mas, vamos desfazer essa falsa imagem negativa apresentando, de forma mais completa, a atuação deste profissional.

O nutricionista atua como educador de alimentação e, ainda, na Administração de Serviços de Alimentação, Clínica Alimentar e Saúde Pública. É a pessoa que desenvolve planos para muitos programas de alimentação e nutrição para restaurantes que vão desde os de empresas até comerciais e de hospitais. Um campo bem vasto concordam?

O Profissional em Nutrição tem amplo reconhecimento no mercado de trabalho e pode atuar em diversos setores como Indústria, Comércio, Serviços e Laboratórios de Pesquisa e Farmacêuticos. Acima de tudo é muito bem remunerado pelo seu trabalho.

Sobre detalhes relacionados ao pleno exercício da profissão, legislação pertinente e cursos reconhecidos  consultem o site do CRN (Conselho Regional de Nutricionistas) do seu Estado, ou o CFN (Conselho Federal de Nutricionistas).

Por Lindomar Vieira

Participe! Deixe um comentário sobre esta matéria.

Comentários

  1. vanderli escreveu:

    mas gostaria de saber se as empresas na hora de contratar um profissional na area de nutrição tem preferencia na sua idade ,ate que idade contratão?

  2. Daniela escreveu:

    Bom, na prática não é isso que estamos passando (nós nutricionistas, desempregados, falo por muitos amigos nutricionistas que assim como eu se econtrarm desempregados, aliás, a grande maioria dos que formaram comigo), o profissional nutricionista, pode trabalhar em diversas áreas, mas as oportunidades são raras, e muitas das vezes não é bem remunerado, isso quando tem a sorte ou o QI pra conseguir essa oportunidade.Mas não podemos ficar parados e ficar vendo cade vez mais pessoas ingressando nas universidades sonhando em ser nutricionista e exercer sua profissão, o mar não está pra peixe para os nutricionistas e pra outros diversos profissionais da saúde como fisioterapêutas, fonoaudiólogos, psicólogos.. em fim deixo aqui o meu desabafo, e o de meus amigos nutricionistas que infelizmentes se encontram nessa situação

  3. Carolina escreveu:

    Concordo plenamente com a Daniela. Para quem pensa em cursar Nutrição, que pense duas vezes pois as oportunidades são escassas e somos pouco valorizadas. Fora que competência e profissionalismo não influenciam em nada nesta profissão, onde quem está melhor empregada é conhecida de alguém importante ou metida em política. Conheço nutricionistas que quando estudavam reprovaram em várias matérias e se formaram a base de ”cola” enquanto outras sempre com excelentes notas, estudiosas e preocupadas estão na pindaíba, desemoregadas e sem chances no mercado de trabalho. Se eu pudesse voltar atrás na escolha do meu curso, jamais faria nutrição novamente. Profissão do futuro? Uma ova!

  4. Eu me formei em Nutrição também e estou desempregada tbém!
    Se eu fosse fazer uma faculdade hoje,Nutrição não seria minha escolha

  5. Adailma Lucena escreveu:

    Olá meninas, eu sou nutricionista também, e também estou desempregada, me foi já faz um ano e nada de trabalho, é uma pena , pois nutrição é um curso tão importante, porém nós profissionais da area não temos o verdadeiro valor que deveriamos. Aqui mesmo em João Pessoa o campo de trabalho é horrivel, e quando surgi vaga principalmente pra area de produção só querem com exepriencia, isso me revolta, pois se nao tivemos uma oportunidade como poderemos mostrar nosso potencial e adquirir experiencia, complicado desse jeito, mas fazer o que ne, espero que logo consiga algo e que crie novas oportunidades para que desse jeito o profissional nutricionista tem mais espaço no mercado de trabalho e que seja mais bem pago, pois alem de nao ter trabalho , paga-se muito mau.Boa sorte a todas, e que 2011 seja de mais oportunidades.

  6. Vocês tem toda razão meninas!!! Também me formei em nutrição e estou decepcionada!!! As remunerações são baixissimas, isso quando há emprego.
    Me formei na federal de santa catarina e aqui em florianopolis o mercado está mto ruim!!!
    Sinceramente nao sei o que fazer da vida! Investi anos da minha vida nesse curso, contando o tempo que levei para passar no vestibular que é concorridissimo, mais 5 anos de faculdade… para agora nao ter emprego!
    Minha vontade é de publicar para todos os vestibulandos: PENSEM MUUUITO BEM ANTES DE OPTAR POR NUTRIÇÃO! NGM VIVE DE AMOR…
    ESTÁ LONGE DA NUTRIÇÃO SER UMA PROFISSÃO DO FUTURO.

  7. Confesso que fiquei decepcionada c/ o curso, investi muito tempo e recursos para me formar, até agora não tive retorno algum, observei muitos de meus colegas ex-cozinheiros conseguirem emprego por QI, além de outros metidos na política que conseguiram emprego em escolas e prefeitura, mas a maioria daqueles que se “matavam” de estudar está desempregado! Pensar que todo mundo pra quem eu falava que era nutricionista, me dizia que essa era uma ótima profissão! Pq eu não li os depoimentos de vcs a 5 anos atrás!!!

  8. passei em fisioterapia em são luis e estou em dúvida se vou fazer ou não.

  9. Pq eu também não li depoimentos assim antes??
    Tudo o que eu lia era falando que o mercado de trabalho era amblo, em crescimento, e que o nutricionista tinha reconhecimento no mercado de trabalho. Pura ilusão!
    Espero que um dia melhore…
    Talvez falte união entre classe para reinvindicarmos melhorias e mudanças que nos beneficiem…
    por enquanto ta osso..

  10. E…concordo com todos. Achar emprego na área de nutrição não está nada fácil. Entreguei curriculo em todos os hospitais privados da minha cidade e nenhum telefonema para uma entrevista. Já tem um bom tempo de desempregada, quando vejo uma vaga a primeira coisa que perguntam é se tenho experiência, ora, é algo óbvio, como terei experiência se ninguém dá uma oportunidade de mostrar os anos de estudos adquiridos na faculdade?

  11. Sinceramente… vou buscar outra área… perder mais quanto tempoesperando um emprego que nunca aparece, por uma oportunidade que não surge? vou recomeçar minha vida profissional…
    Silvia a área de fisionterapia em BH não está boa também não, não sei dizer aí… mas se for possível converse com alguns profissionais da área à respeito… boa sorte!!

  12. Silvia, um conselho não faça fisioterapia. A não ser que tenha grana pra abrir cl´nica de estética. Minha prima fez e trabalha vendendo roupas.
    É serviço pesado, de homem… tem que levantar perna de paciente imobilizado pra fazer massagem, braços.. imagine fazer isso nos pacientes de um hospital inteiro?
    E fisioterapia na piscina? Tem gente que não tem controle, defeca na água… já pensou?

  13. O curso de Nutrição é uma fraude! Fiz esta faculdade e me arrependi. Paga-se mal, as empresas sugam nós profissionais que trabalhamos mais de 50hs/semanais(no meu caso) e não ganhamos hs extras; fazemos trabalho de administrador; o CRN não nos apoia; tem um monte de restaurantes, hospitais que não se tem nutric. e fucionam normalmente sem qualquer intervenção pública.
    Espero terminar meu curso de engenharia civil em breve…

  14. Compartilho a mesma opinião de todos. Aqui em Salvador – BA, a mesma situação. Inclusive já tenho até pós graduação exerço a profissão há 7 anos e recebo o mesmo salário de recém-formada…As pessoas devem se conscientizar mesmo de investir e não ter retorno. Quando estudei nutrição só tinham 2 faculdades e públicas, agora acho que já são mais de 10…totalmente defasado o mercado, e as oportunidades são para quem tem QI mesmo, competência não conta mais…

  15. Nossa, quanto desanimo, assim é que a profissão de Nutricionista não vai para a frente mesmo. Concordo que os salários ainda não são maravilhosos, mas tendo criatividade e correndo atrás conseguimos boas colocações no mercado de trabalho, não é só com QI que conseguimos. Falo por mim e por vários colegas Nutricionistas que estão super satisfeitos e felizes. Bola pra frente moçada, vamos agitar o mercado de trabalho, abrir novas vagas e campo, só depende de nós…Sou Nutricionista e me orgulho da profissão que escolhi….

  16. Concordo com as colegas, que estão a procura de emprego para nutricionista,pois esta cada vez mais dificil uma colocação no mercado.
    Sou Nutricionista e adoro minha profissão,porém, estou sem emprego fixo desde 2005,isso que tenho experiência de 14 anos e percebo que idade interfere na hora da entrevista(47anos).”preconceito”???.QI aqui em POA sim.Para iniciantes que trab. Produção vai uma dica;REFEIÇÕES PURAS DO BRASIL contrata recém-formada.SITE DA EMPRESA TRABALHE CONOSCO. Vamos a luta.

  17. Rita, se não é QI, então qual é o caminho para conseguir uma vaga? Pois não conheço ninguém, mas deixei curriculo em todos os hospitais da minha cidade e nada. Anos de estudo em Universidade Pública para não encontrar trabalho. Esta é a minha realidade.

  18. E outra opinião, pelo jeito há poucas vagas para muitos profissionais. E essas vagas parecem que são preenchidas por quem tem um QI dentro da empresa. O CRN poderia lutar mais para que empresas se conscientizem da importância de se ter um nutricionista e assim, abrir mais vagas.

  19. Bom concordo com os comentários sobre nossa profissão, no paraná não está diferente e cada vez mais se formam mais gente assim o campo de trabalho em todos lugares vai ficando mais dificil. Sobre quem indica isso é realmente verdade ja perdi várias vagas porque a pessoa era conhecida de alguém nas empresas. E outra coisa que revolta e nosso conselho né nossa anuidade é muito alta, minha tia é enfermeira e paga menos que a metade, e fora que o conselho não tem feito muito por nós porque existem várias leis que tem que ter nutricionistas por exemplo em restaurante e não tem, mas porque ninguém fiscaliza nem a vigilancia sanitária exige o que deveria né. E o sindicato também com essas taxas altas, é um absurdo viu

  20. Olá colegas! concordo com a Daiana ,pois aqui no RS tem 14 faculdade de nutriçõa;conseguir emprego é sorte ou indicação(QI).No concurso público da prefeitura de POA teve 950 candidatos para 02 vagas.Em produção tem mais vagas de trabalho em POA,mas tem que trabalhar (sábados,domingos e feriados). Foi publicado na revista Nutrição em pauta ,que 10% das nutricionistas estão sem empregos.Dê onde veio estes dados?

  21. Só para esclarecer, nunca fiquei desempregada, especialmente na área de produção tem muita vaga, mas é bem cruel, a nutri é tudo – menos nutri! É administradora, cozinheira, auxiliar de cozinha, decoradora, psicóloga… Lida com equipes que recebem pouquíssimo, para um trabalho insalubre e possuem uma condição social muito complicada, a rotatividade é alta. O cliente tem o direito de estar sempre bem atendido, então se faltaram 3 funcionários, o fornecedor não entregou a mercadoria e o cliente está de mau humor pode saber que vc irá secar talheres, empilhar pratos e ainda ouvir muito desaforo (tudo pra ganhar bem pouco). Mas tem gente que ama a profissão!

  22. Pessoal, é verdade que em qualquer área depende muito das características pessoais do profissional e da vontade de correr atrás e conquistar seu espaço. Mas falando sério: nutrição é uma furada! Sou de Porto Alegre me formei em 2004 em uma conceituada universidade, trabalhei na área desde qdo fazia o curso, realizando estágios, e após quase 7 anos ainda não vi a cor do dinheiro e muito menos senti realização profissional. Estou caindo fora… decepção total! A área clínica, em consultório, é associada com estética e futilidade e não como deveria ser (com saúde), a área de produção é uma encrenca sem tamanho, tenho colegas afastadas no INSS por depressão e estresse, no hospital prepare-se para ser subordinada de médicos e não ter voz ativa alguma. Para quem tem a profissão como sonho, ok, acredite nele e vá em frente (desde que vc não precise se sustentar com a profissão), para quem está com dúvidas converse com outras pessoas que investiram nesta faculdade, talvez mude de opinião. Eu jamais teria gasto tanta grana para estar tão frustrada!! PS.: fui fazer um cursinho para concurso, encontrei na turma nada menos do que 5 nutris fora do mercado e buscando outra profissão…

  23. susane escreveu:

    Colegas!- Não desanimem se caso vocês estiverem iniciando a carreira e forem jovens ;invistam mais um pouco faça um mestrado,caso tenha condições de bancar.Apesar de eu achar que ,devido o grande número de profissionais o mercado de trabalho não absorve todos.A chance é maior (Hospitais,professor em universidade ,para dar aula no curso técnico de nutrição estão pedindo mestrado no currículo). Aqui a tia Su não pode fazer mestrado ,pois fiquei por 12 anos dentro de produção e não dava para pagar .Gastei muito com cursos de atualizações na área de educação Infantil, e montei uma consultoria ,divulguei (+/-) em 150 E.E.I e a resposta é sempre a mesma:-Já temos nutricionista em nossa escola.Resultado estou desempregada . Conversando com gerente RH ,fiquei sabendo ,que qdo tem uma vaga para nutricionista (jornal anuncio) ,a agência recebe em média + de 300 currículos de nutricionistas (POA),ela seleciona de 20 a 30 ,pois não tem tempo para avaliar todos.

    A Nutricionista Débora Guimarães, divulga vagas de emprego em seu blog – Para Santa Catarina.http://nutricionistadeboraguimaraes.blogspot.com/2009/05/vagas-de-emprego-divulgacao

  24. susane escreveu:

    Colegas sem Emprego! O GRUPO NUTRIN ESTA ABRINDO DIVERSAS VAGAS PARA TODO O BRASIL NUTRICIONISTA DE PRODUÇÃO> Email: Selecao@nutrin.com.br
    TEl: 019 37457300.Mande Currículo – Boa sorte!

  25. Isso é decepcionante. Você estuda, estuda e nunca é suficiente,sempre tem que estudar mais, mas tem coisas que se aprende na prática e todos os lugares querem experiência, o mercado é massacrante. Como estas pessoas conseguem a primeira chance? As empresas não se disponibilizam nem um pouco de treinar um iniciante no mercado de trabalho, onde se há coisas que só a prática ensina.

  26. concordo eu em arrependi tambem..4 anos jogados fora..para arru,ar e,prego tem que etr QI sim..colegas minhas estao bem empregadas e nem sao tao boas asssim..

  27. susane escreveu:

    Colegas vamos fazer blog ” nutricionistas desempregadas de todo Brasil,dx sua mensagem /desabafos,trocas de figurinhas e vamos tentar achar uma solução para nossa profissão”.

  28. Olha estava em duvida entre fazer nutrição ou enfermagem. Depois de pesquisar, ouvir pessoas insatisfeitas com essa area acho que vou pensar mais um pouco antes de dedicar 5 anos da minha vida em nutrição. Obrigado a todos expressar sua opinião e insatisfação com sua escolha assim vocês estão abrindo os olhos de muitos jovens que estão se iludindo com certas escolhas..

  29. Daiana escreveu:

    Susane achei interessante sua idéia de criar um blog, e quem sabe também não chamamos atenção dos nossos conselhos, porque os nossos empregos depende deles também. Eu trabalhei e um restaurante que a vigilancia sanitaria fez 3 visitas, o layout higiene e muitas coisas erradas o dono não me dava apoio e achava tudo uma bobeira, eu estava lá para ajudar nas compras, controle de estoque, e a cuidar dos funcionarios, mis por isso ele deixou claro,era obrigatorio os produtos dele ter rotulo e ele não tinha, com certeza se eu fosse da vigilancia teria fechado o restaurante, eu não consegui mudar nada e achei melhor sair porque eu tinha nojo daquele lugar. Depois de mais de 5 meses que sai nunca mais a vigilancia foi lá e nem perguntam se tem nutricionista o que é obrigatorio. E se vc ligar e denunciar não adianta de nada. Ai vc fica pensando se eles não fzem nada e o conselho também não do que adianta né ter fiscalização e também assim nunca teremos emprego porque para eles somos desnecessarios não existe exigencia não é ai os donos não ligam. Eu estou desempregada e quando vou a uma entrevista fico decepcionada de tantas reclamaçoes que esculto das colegas que estão lá não é só uma é todas. Tem algumas que estão trabalhando em diversas areas sem ser nutrição, poe exemplo vendedora e ganham mais do que uma nutricionista empregada.
    Temos que divulgar isso sempre para todos saberam que não compensa fazer esse curso.

  30. Daniela escreveu:

    Temos que nos unir e buscarmos alternativas para melhorar nossa situação…há grande necessidade de um trabalho de conscientização da população e empregadores quanto a importância do nosso trabalho e também adequar o número mínimo de nutricionistas necessários em diversos segmentos. Nutricionistas isolados não vão conseguir mudar nada, só com nossa união é que poderemos ter forças para que essas mudanças aconteçam! Sabemos que muitas coisas precisam mudar, mas não sabemos como dirigir esforços para que essas mudanças aconteçam, trocando idéias e opiniões teremos mais chances de descobrirmos alguma estratégia eficiente para atingirmos, ao menos, alguns de nossos objetivos.

  31. Juliana escreveu:

    Fico triste e ao mesmo tempo um pouco aliviada em ver que nao sou só eu que estou sofrendo com o desemprego. Gostei de ver a sinceridade nos comentários, pq em comunidades sobre Nutrição no Orkut, por exemplo, se vc reclama do mercado um monte de gente vem te rebaixar, colocando a culpa em vc. Sabemos que não é assim, e quem fala que o mercado tá bom, que temos que fazer a diferença e aquele blá blá blá todo não sabe o que estamos passando, e o tanto que a gente luta por nosso espaço! Estou farta de ouvir nessas comunidades, “abra uma consultoria”, “investe em não sei o que”…gente, estar desempregado é nao ter um centavo no bolso!!! Preciso que invistam em mim, já investi muitos anos de estudo, preciso de retorno financeiro para poder aprimorar!!!
    Afff, estou farta…1 ano sem emprego, buscando vagas diariamente, e vendo colegas de faculdade já trabalhando há tempos…claro, atraves do famoso QI!!! Estou fazendo pós e penso se valerá a pena…o problema é que para iniciar uma nova faculdade…haja $$$!!! Alguém tem alguma ideia de como sair desse sufoco???

  32. Carolina escreveu:

    Gente, estou cursando o terceiro ano do ensino medio, e penso em fazer nutrição. Escuto falar bastante que é uma area que vem crescendo aos poucos e o salario minimo esta em torno de 1000 reais pra cima. Tenho muita duvida se é isso mesmo que quero. Uma outra coisa que penso em fazer é publicidade, mais acredito que tenho mais haver com nutrição. Gostaria de saber, se as coisas continuam ainda bem complicadas pra vocês? Boa sorte a todos!

  33. Pessoal, estou cursando nutrição e estou no primeiro período,chegou o dia da rematricula estou com muita dúvida!!! Gostaria de saber qual é o salário médio de um profissional nutricionista e qual é o valor do salário mais alto e em q área vocês já ouviram falar. Se eu continuar cursando vou querer trabalhar em hospitais ou clinicas de estética como está o mercado de trabalho para essas áreas?? por favor, gostaria de saber opinião de todas!!!!!!!!

  34. Daniela escreveu:

    Carolina pra mim ainda continua bem complicado viu… tenho pensado em outras opções, recomeçar, mas, no meu caso, recomeçar não poderá ser agora, então tenho que ter paciência para esperar a oportunidade para fazer um outro curso e recomeçar em outra carreira. Enquanto isso vou buscando oportunidades na área e contando com um milagre…estou empregada mas ganhando muito pouco mesmo…menos que um salário, apesar da carga horária não ser integral… mas pelo menos é alguma coisa… Juliana sinceramente eu não sei qual a melhor saída para nós… estou tentando mudar de área, meu problema também é o $$$, é uma luta viu rsrs boa sorte!

  35. Daniela escreveu:

    keila em MG essa área de estética e hospital é bem complicada pra ingressar, hospital geralmente conseguem com QI (quem indica) ou através de concurso público, todos com uma enorme concorrência, e salários na média de 2 mil a quase 3 mil reais, o salário é bom, pra quem está começando é ótimo. Eu classifico o mercado de trabalho nessa área como ruim…:(

  36. Cris - SP escreveu:

    Bom, sempre quis fazer faculdade de Nutrição, porém através dos depoimentos de vcs, vejo que se tivesse feito, não seria diferente. Sou recém formada em Fisioterapia e estou desempregada, trabalho como voluntária em um hospital. Enfrento o mesmo problema de vcs, baixa remuneração, desvalorização, e realmente só se consegue emprego com “QI”, até concursos públicos está difícil, super concorridos e muitos concursos são fraudes pois a vaga já está preenchida, moro no interior de SP e todos os concursos da região são assim. Agora me diz. Como conseguir emprego dessa forma? Queria fazer uma pós, mas nem sei se vale a pena. Realmente é decepcionante.

  37. Adriane escreveu:

    Pois é… Eu, depois de 4 anos de faculdade, 1 ano de especialização na UNIFESP (Federal de São Paulo) e alguns meses do mestrado (na USP – Universidade de São Paulo) começo a pensar até que ponto vale a pena investir mais nessa profissão. O que eu tenho percebido é que as vagas são tão poucas, e a concorrência tão grande que os nutricionistas estão ficando profissionais super especializados na tentativa de conseguirem salários melhores, mas o que está acontecendo é também uma saturação na área acadêmica. Não existe mais a certeza de se tornar um profissional com mestrado e doutorado e conseguir um bom salário, um bom emprego. Estou até pensando em iniciar faculdade de Medicina, pois já cheguei a conclusão que mesmo com pós doutorado meu salário não será o mesmo de um médico.

  38. Celinha escreveu:

    Olha de coração…hoje não faria nutrição…fazem 5 anos que sou formada, tenho duas pós graduações, uma em nutrição clínica e outra em Segurança, fiquei um ano desempregada, e depois disso comecei a ganhar 500 reais por mês, depois passou para 900 e depois foi para 1.200, isso depois de 4 anos de formada, quando passei em um mestrado em universidade pública e ganhei uma bolsa, depois fui contratada em uma empresa e tive que parar o mestrado, salário 1.600…não foi fácil entrar , passei por um teste seletivo muito rigoroso…mas existe metas nesta empresa e estou com dificuldade em cumprir por que infelizamente as empresas só agilizam quando a água bate na bunda…e se não cumpre metas , vc está fora …sem contar do que você escuta de pessoas de outras areas que ganham muito mais e trabalham bem menos do que a gente …outra, desisti do mestrado pq os cursos da minha região de nutrição estão todos fechando…vou dar aula onde?…tenho colegas com mestrado ganhando 700 reais por mês…trabalhando 40 horas semanais…
    Bem acho que é isso…nutrição não ta com a bola toda não…sem contar aquelas pessoas que fazem um interrogatório para te fornecer uma consulta grátis e amigos q ligam no domingo para pedir “informações”…é cruelll…não entre nesta fria…

  39. Adorei a iniciativa e concordo com todas. Sou formada há alguns anos, sou mestra e atualmente estou desempregada (por enquanto há 1 mês e sei que pode se estender a anos). Realmente o mercado não nos valoriza, muitas vezes omito a informação que sou mestra para ter maiores chances, pois a área acadêmica não é vista com bons olhos em muitos lugares. Devido a grande exploração, as recém-formadas têm maiores chances em UAN. Vejo que nos hospitais o famoso “QI” determina quem entra e concursos públicos são realmente uma tramóia. Sinceramente não sei o que deveria ser feito para melhorar essa realidade tão triste. Um abraço a todas e muita sorte!

  40. eu estou no ensino medio e estou pensando em mim formar em nutriçao e fiquei muito desepcionada com os comentarios acima e qria pedir a todos que nao desanimasse pq se ficamos pensando negativo nao conseguimos o que queremos nunca. eu sonho muito com essa profisao e tenho em minha mente que vou consegui.. e vou te muito orgulho da profisao que escolhi.. nao importa o salario o importante e ajudar a outras pessoas..

  41. Olá a todas, também me formei em nutrição na federal de Goiás. Trabalhei 6 meses em um restaurante e depois passei no mestrado. Dedico-me atualmente a área de ensino e pesquisa, que remunera bem melhor, e curso doutorado. Já ouvi essa frase em vários locais: “quem faz nutrição faz por amor”. Porém, amor não paga as contas de ninguém. Em relação ao comentário da Tulyanne, se você quer nutrição faça, mas espero que você tenha um bom marido ou uma família rica para manter seu sonho, já que vc não se importa com o salário. Se eu tivesse dinheiro também não me importaria. Sugiro também um bom curso de português, já que o seu não está no nível de quem cursa ensino médio. A profissão é muito linda e em alguns casos gratificante. Porém, pouco valorizada. Sou professora de uma faculdade particular e sei que um dos problemas é a baixa qualidade do ensino e o grande número de profissionais que se formam semestralmente. Enfim, aos que pensam em fazer nutrição tenham em mente que as oportunidades são poucas embora seja um campo promissor. Fique ciente de que para realmente ganhar dinheiro você tem que optar por 3 coisas: medicina, direito ou política.

  42. Rafaela escreveu:

    E concordo com o comentário da Juliana, às vezes por não conseguir entrar no mercado de trabalho as pessoas julgam a sua capacidade, mas isso não é verdadeiro, esse tempo todo desempregada nas horas que não estava atrás de emprego fico estudando assuntos da área, atualizando, indo em palestras e tenho muita vontade de trabalhar só que conseguir uma vaga que está extremamente difícil.

  43. Rafaela escreveu:

    Verdade explicita. Concordo com todas essas dificuldades colocadas aqui. O mercado de trabalho está muito ruim, o famoso QI domina e concordo plenamente com o comentário da Luana, para viver de nutrição com um bom padrão de vida é difícil, já é difícil conseguir um emprego. Um ano de desempregada depois de passar este tempo batendo em porta de hospitais entregando currículo e nada. E olha que estudei em uma das melhores universidades públicas e competindo com profissionais que estudaram em faculdades consideradas não tão boa assim, mas tem QI e conseguem uma vaga no mercado. Para abrir consultório tem que ter uma renda de segurança e investimento, então a solução que achei é fazer uma pós na área de clínica que é o meu objetivo e é a área que tenho mais afinidade, mas infelizmente é muito ruim de entrar em um hospital, parece que o QI é que determina. Alguma nutricionista que por acaso ler estes comentários poderia dar mais uma dica para conseguir trabalhar em hospital? Pois não conheço ninguém que possa me colocar dentro dessa instituição. Não estou vendo muita saída. Não fui chamada para nenhuma entrevista, mas estou muito disposta em trabalhar nessa área.

  44. matheus escreveu:

    Concordo plenamente com todas vocês. Me formei em 2009 e somente em fevereiro de 2011 consegui meu primeiro emprego em BH, sou do interior de MG e tive que me mudar pra BH, consegui essa vaga por ter feito estágio na empresa que estou atualmente e por indicação da nutri que me acompanhou no estagio, mas nao foi fácil pois nao tinha experiência na area nem conhecimento em tecfood. Trabalho em escala 12/36 durante a noite, nao sei ate quando vou aguentar, ja estou começando a sentir o desgaste de trabalhar durante a noite; pelo menos recebo adicional noturno o que me ajuda a me manter na cidade. quando for transferido de horario (administrativo) nao sei como farei para me manter, uma vez que nao receberei adicional noturno, meu salário cairá bastante e a empresa não fornece ajuda de custo. tenho esperanças de ser tranferido para minha cidade, ja que a empresa que trabalho presta serviço na cidade em que eu residia. Estou bem desanimado com a profissão, gosto muito de nutrição clínica e tinha o sonho de trabalhar com nutrição oncológica, mas a cada dia penso que isso se torna mais difícil, pois para trabalhar em hospitais é necesário uma indicação ou experiência. Não sei se compensa investir cerca de 10 mil numa pós em nutrição clínica, uma vez que o salário é baixo e fica ate dificl continuar estudando e depois correr o risco de nao conseguir emprego na área. estou pensando seriamente em mudar de profissão, ainda nao sei o que, nao sei se animo a ficar mais 4 ou 5 nos numa faculdade, gastar mais dinheiro e depois correr o risco de ficar desempregado.Penso em fazer algum curso técnico mas ainda nao sei qual. muitos colegas que estudaram comigo estao desempregados, outros trabalham fora da área e ganham mais do que se estivessem trabalhando como nutri. É de desanimar mesmo. se as empresas nao pagam nem o piso da categoria que esta na faixa de R$1500,00 imagina o piso de R$4650,00 que está em votação sob o nº PL 5439/2009 aí que nao conseguiremos emprego mesmo. As vezes ainda fico mais desanimado pois minha namorada também é nutricionista e esta desempregada, fica complicado, pois ja esta dificl pra um imagina para os dois, temos planos de nos casar mas como nutricionistas está dificil planejar.
    Concordo com a criação do blog, um espaço pra debatermos sobre a profissão.
    Obs: Daniela, vc tb é de MG?

  45. Também apoio a idéia de construir um blog para debatermos sobre a profissão e mover os sindicatos e CRN sobre essa difícil situação.

  46. Também sou de Minas sim….

  47. Oi Matheus, sou de Minas sim…

  48. nutricelta escreveu:

    Deveriamos realmente rever os conceitos da nossa amada profissão. A começar por esse ABUSO anual de contribuição que é cobrado pelo CRN e que nada faz para os nutricionistas. Queremos mais q revistinha trimestral, e debates sobre obesidade, fome e sei lá mais o quê. Queremos debate sobre a posição do nutricionista na sociedade, do salário abaixo do piso estabelecido pela classe, do desrespeito dos orgãos fiscalizadores como vigilância sanitária que nas visitas rotineiras aos estabelecimentos de alimentação pouco importa se existe ou não a presença do profissional Nutricionista, da própria classe que se deixa levar pela desunião e temos que colocar um fim nas profissões alheias querendo falar de nutrição. ENDÓCRINO não é Nutricionista. E ensinar a população que é Nutrição e não Nutricionismo. Vamos começar o blog pelo assunto “Redução no valor da contribuição anual do Nutricionista ao CRN. Quem apóia?

  49. nutricelta escreveu:

    Nutrição a maior DECEPÇÃO da minha vida!.

  50. Alessandra escreveu:

    Olá meninas, vou cursar nutrição ano que vem, e estou muito animada.
    Afinal o educação alimentar é muito importante para todos as pessoas, porém muitas delas não reconhecem o verdadeiro valor disto. Vocês como nutricionistas que acreditam em seu potencial devem trazer o conhecimento para as pessoas em sua volta de como uma boa alimentação é importante para a vida e saúde. Vocês devem ter ORGULHO de ser nutricionistas e não criticar sua profissão, afinal vocês escolheram esse curso porque este lhe agradou.
    Se vocês falam mal de sua profissão é porque não acredita realmente na boa alimentação ou em si mesmas… depois disso que disse para vocês, pensem bem e valorizem seus 4 anos de muito estudo e esforço, e ai irão ver o quanto a área da nutrição é valorizada. SÓ DEPENDE DE VOCÊS. BOA SORTE.

  51. priscila inocencio vital escreveu:

    tenho um deseijo inorme em fazer nutriçao mas tenho algumas duvidas em relaçao se vai ser bom pra mim e se eu vou gostar dessa profissao pq pra exercermos uma profissao primeiramente de tudo temos que gostar!!!!!!!!! BOA SORTE PARA OS QUE VAO FORMAR EM NUTRIÇAO,QUE VOÇES SEJAM OTIMAS PROFISSIONAIS!!!!!!beijocas pri

  52. Alesssandra, ão estamos aqui falando mal da nossa profissão.. e sim fazendo uma ncrítica a situação do profissional nutricionista no mercado de trabalho…
    Nossa atuação e nosso trabalho são histórias diferentes e mais específicas…
    Questionamos aqui sobre nossa valorização… maus salários e poucas oportunidades… Leia os comentários com menos preconceito e talvez você consiga vê o que realmente estamos tentando dizer… consiga enxergar o desabafo que fazemos devido as experiências que já passamos ou que estamos passando… Boa sorte pra vc!!!

  53. @Alessandra Olá Alessandra, como muitas já falaram as crítica não são em relação a profissão e sim em relação as oportunidades de trabalho. Tenho certeza que você terá a mesma opinião depois de formada e ficar desempregada. A proposito meu curso foi de 5 anos e atualmente faço doutorado em Nutrição Humana.

  54. nutricelta escreveu:

    Pois é, vcs nutricionistas deveriam olhar a lei 380 de 2004, pois fala que o nutricionista tem que trabalhar ate 40 horas por dia e vejo nutricionista trabalhando mais de 50 horas por menos de R$900,00 sendo que o piso do nutricionista pelo sindicato dos nutricionista são de R$ 1.568,16. Então por favor VALORIZEM A PROFISSÂO, não por vocês que não estão nem ai so querem migalhas no final do mÊS mais por mim e pelas outras profissionais que exercem a profissão guiadas pelo codigo de ética e pela lei.

  55. Patrícia escreveu:

    Olá,vou começar o curso de nutrição segunda feira,porém me desanimei vendo esses comentários!Realmente ta tão ruim assim?será q devo pensar em outra curso?Meu pai tem uma firma,seria melhor eu optar por administração e trabalhar com ele mesmo por exemplo?quem puder me esclarecer, agradeço!!!

  56. matheus escreveu:

    Alessandra, com certeza você entenderá o que estamos querendo dizer quando você for uma profissional da área e estiver passando pelas mesmas situações que nós. A profissão realmente é muito bela, pena que é nao é valorizada e nao temos o verdadeiro reconhecimento que merecíamos.
    estou cada vez mais decepcionado, estou prestes a abandonar a profissão e tentar recomeçar, ainda nao sei em que. A minha saude vale mais do que qualquer coisa, ja estou surtando, e ja começo a sentir os efeitos de estra trabalhando a noite. nao seia te quando irei aguentar.

    LUANA E DANIELA: segue meu e-mail para mantermos contato, nao é sempre que passo por aqui.matheus-nutri@hotmail.com
    abraços

  57. Daniela escreveu:

    Patrícia infelizmente aqui em Minas o mercado continua ruim e os salários baixos. Se eu tivesse oportunidade de voltar atrás eu não faria esse curso novamente.Quem acompanhou minhas postagens viu o quanto estou desgostosa com esse mercado de trabalho, no momento estou trabalhando, salário baixo, mas enfim pelo menos estou trabalhando, depois de tanto tempo já é alguma coisa. Acredito que qualquer outro curso fora da área da saúde (exceto medicina) seja melhor para conseguir emprego e seguir carreira.

    Matheus ta add! Abraço

  58. stéfanie escreveu:

    Gente!

    Eu sou auxiliar de enfermagem, eu gostaria de começar a facudade, porém sempre me interessei e gostei de nutrição, entretanto na parte clinica… Ainda bem que vi estes coentários antes de iniciar a facul… Sempre me falavam isso mais nunca liguei pensava assim ”eu vou fazer a diferença” mais pelo jeito o ramo não é muito bom não…

  59. Thamires escreveu:

    Boom depoiis de toodo esses comentariios qe li me desanimei muito eu ainda nem terminei meus estudos e tava pensando em fazer faculdade de Nutrição quando terminase mais tou insegura ja pensei em muitas profissoes… Depois do comentario de todos vooçs vou pensar em outraprofissao e tenho uma amiga qe tb quer fazer nutrição vou alertala.. O comentario de vooçs me ajudou muito brigada..

  60. Tatiane Brito da Silva escreveu:

    Olá sou estudante de nutrição estou no 4º semestre, se está difícil um emprego no mercado de trabalho eu quem diga do “estágio”, meu namorado falou o cursinho fuleira esse teu, realmente estou concordando com ele, queria ganhar experiência no estágio mas não estou nem conseguindo arrumar um estágio onde eles só exploram da gente quer que façamos atividades que não tem nada a ver com a nutrição, imagina o emprego na área. Não vou parar meu curso, vou continuar! mas na festa de formatura não vou, só vou comemorar mesmo minha formação quando eu arrumar um emprego na área.

  61. juliana escreveu:

    Oi, pessoal
    Estou chocada e ao mesmo tempo decepcionada,estou no 2º período de nutrição,e estou passando por um momento muito díficil de decisão,se devo continuar ou não. Amo nutrição,mas como disse a Luana no comentario acima,amor não paga as contas.Estou pensando em desistir ,pois estou com medo de investir,e não ter retorno,ficar desempregada,estudo em faculdade particular e o investimento é alto,estou até deprimida,pelo fato de desistir do meu sonho! Depois de tanto chorar,entrei nesse site pra ter um norte e acho que encontrei a resposta.É muito triste,mas a realidade é uma só! Esse espaço é muito legal,para desabafo geral,pra que todo mundo vejam a SITUAÇÃO VERGONHOSA NO NOSSO PAÍS!!!! Sorte para todos!

    • Miirelle escreveu:

      Nossa, estou chocada, tenho 17 anos, escolhendo uma profissão, queria fazer entre ciências contábeis e nutrição, mas agora estou em dúvida, pois nutrição era o que eu realmente queria. Realmente o mercado de trabalho está tão ruim? O salário é em média quanto? Foi bom ter visto esses comentários, pois dedicar anos da sua vida e grana não é mole, ainda mais quando não se tem garantia de emprego. Agora vejo que tudo o que me foi passado não passou de ilusão… Obrigada a todas e aguardo resposta.

  62. Olá colegas, não imaginam como foi bom encontrar esses desabafos, pois passo pela mesma situação de arrependimento e desgosto pela profissão. Sou recém formada, e desde o 1º período ouvia comentários de outras pessoas sobre o baixo salário, desvalorização, etc, mas não dei ouvidos… no fundo achava que o bom profissional sempre tem lugar no mercado, e que eu seria uma boa profissional. Mas assim como eu várias colegas estão desempregadas, mesmo as mais inteligentes ou que tiveram boas oportunidades de estágio. Quem me dera voltar atrás, faria um curso que pagasse as minhas contas primeiro, e depois talvez, faria Nutrição, mas como um hobby. Agora o que me resta é buscar outra área; no momento estou me dedicando para concursos (tem vários de nível médio que pagam mais que nosso salário de nutri). Para quem se deu bem na profissão, parabéns, fico feliz de todo coração, é uma pessoa sortuda. Pra quem ainda está decidindo se faz o curso, pense bem se vale a pena!
    Sabe o que mais me deixa chateada? O médico é indispensável, o advogado, o dentista, o engenheiro, o professor, etc…. mas nós nutricionistas somos totalmente dispensáveis: se a nutri do hospital faltar, ninguém sente se importa, pois o médico irá decidir sobre a alimentação do paciente; se o paciente quer emagrecer, o médico, o educador físico, todos falam o que ele deve comer, e acreditem, já vi uma enfermeira passando orientações nutricionais por escrito. Nutri no restaurante, pra quê? A cozinheira elabora os cardápios…. Na escola. a professora de ciências dá aula sobre nutrição… e por aí vai…. todos fazendo nosso papel, e nós desempregadas ou ganhando um salário miserável.

    • Juliana escreveu:

      Olá Pessoal! Infelizmente a nossa realidade é cruel. Me formei a 6 anos em uma Universidade Federal eleita a melhor em nutrição no ano de 2008. Me esforcei muito para entrar na faculdade e durante o curso, que é muito complexo. Depois de um ano desempregada tive a oportunidade de prestar serviço para um plano de saúde. O projeto do plano era criar um grupo de medicina preventiva multidisciplinar. Participei deste grupo por 4 anos recebendo acreditem se quiser R $ 15,00 por pessoa atendida (detalhe que algumas pessoas eu atendia uma vez por semana para incentivar a redução de peso e no final do mês recebia somente os quinze reais, ou seja, R $ 3,75 por atendimento). Foram várias tentativas de melhorar a remuneração até que um dia o plano resolveu aumetar R$0,75 centavos a cada atendimento, aumento proporcional ao reajuste de 6% do salário mínimo. Mesmo assim continuei meu trabalho por alguns pacientes que mereciam. Nem todos os atendimentos eram satisfatórios. Vocês sabem que para nossa trabalho dar frutos é necessário que o paciente queira ser ajudado e que permita a nossa intervenção. A realidade é que poucos tem essa conciência. Eles querem milagre. Emagrescer sem esforços e sem reeducação alimentar. Depois de 4 anos tive coragem de sair do grupo e estou desempregada a 6 meses. Estou tão decepcionada que sempre que se fala em nutrição mudo de assunto, de canal e de emissora. Me arrependo muito de ter feito Nutrição. A única coisa que este curso me trouxe de bom foi conhecer meu marido. Espero que todos encontrem seu caminho nesta área ou em outra. Mas principalmente que sejam respeitados e valorizados.

  63. Concordo muito com vocês NUTRIÇÃO , era um mercado que era para ser muito valorizado . Olhe só : Quando se tem alguém obeso , acabou de fazer cirurgia tals e tals , busca atrás de quem ? NUTRICIONISTAS ! Eu me formei em 2008 , arrumei o meu emprego agora em 2012 . Sabe quanto estou ganhando 1.900 ! Olha que miséria e olha que moro na grande BH . Por isso é sempre bom pesquisar o mercado de trabalho , de seu futuro emprego. Agora tentei o enem e consegui uma vaga de medicina veterinária ! Espero que o mercado também seja bom .

  64. Camilla escreveu:

    Se eu já tinha certeza de que eu fiz a mior burrada da minha vida, depois de ler tudo isso é que estou convicta disso… Simplesmente a idiota aqui trocou Engenharia de Produção por Nutrição (ambas na mesma universidade federal) só por achar que era o que eu queria, não levei em consideração a remuneração ( porque pode não ser o fator mais importante, mas com certeza pesa muito na hora da escolha). E logo eu que penso em dar um bom futuro pra minha família quando eu vier a constituí-la. E meu pai foi o primeiro a ser contra eu mudar, me avisou e tudo, mas a bobona aqui não deu ouvidos. Logo eu que sonho em poder dar uma estrutura boa para meus filhos ,e para mim claro, quando eu os tiver. Sinceramente, se arrependimento mataaasse… e ainda estou no 1º período… Se tudo der certo e Deus permitir, estarei voltando pra Engenharia de Produção logo logo. Fiz ENEM novamente e fiquei numa boa classificação. Pretendo voltar sim e é claro me dedicar bastante, porque não é um curso fácil, mas com empenho e dedicação (como qualquer outro curso) eu consigo. Valeu a todos pelo aviso e espéro sinceramente que vocês se deem bem nessa empreitada. :)

  65. Oi gente, eu estou no primeiro período de nutrição, e lendo os comentários fiquei atônita, com medo… poxa, eu gosto bastante do curso, entretanto preciso ganhar dinheiro com a profissão que escolhi, não tenho uma família rica. Vocês acham uma boa, eu mudar meu curso pra odontologia? Obrigada, e força a vocês!

  66. Larissa escreveu:

    Oi, pessoal, estou no primeiro período de nutrição , e estou chocada com os comentários , com muito medo, gosto muito do curso , pena que seja tão desvalorizada a profissão, estou pensando em mudar de curso, pois faço faculdade particular ( o investimento está sendo caro), e preciso de um retorno , e pelos comentários vejo o quanto está difícil esse retorno.Agradeço por vocês nos alertarem aqui no blog , principalmente quem está cursando o curso e tem a possibilidade de mudar . Obrigada de coração !! Força e Fé pra vocês!!!!

    • Nayara escreveu:

      Nara e Larissa aproveitem que ainda ha tempo de voltar atrás. Pra mim a verdade só apareceu depois de formada. Já faz mais de 1 ano que me formei em nutrição e não consegui emprego, e olha que sai de um estágio em que todo mundo me falava que eu ia ser efetivada. Mas por outro lado a busca por um emprego parou de ser o meu maior problema. Porque mesmo que eu consiga ou que muitas que estão aqui consigam um emprego, o salário será baixíssimo independente de pós ou doutorado. Minha vontade é a de voltar na faculdade em que me formei ir na sala do primeiro período de nutrição e falar abertamente sobre as grandes dificuldades de quem formará nessa área. Essas verdades são na maioria das vezes omitidas pelos professores, coordenador do curso, afinal ninguém quer ficar sem emprego né ( no caso das particulares). Para quem tem planos de ter filhos, viajar e aproveitar a vida, desista dessa profissão. Fui ingênua Nara e Larissa, acreditei que quando nos empenhamos e nos dedicamos o resto vem. Talvez isso agente só adquira com certa maturidade e experiência. Tirava as melhores notas, os professores me indicavam pra falar em palestras, mas nada disso serviu de nada. Minha frustração é ver com mesma tristeza 90% dos meus colegas de turma também desempregados e decepcionar quem acreditou que comigo seria diferente. Lamento informar que hoje tomei a decisão de mudar de profissão e que começo hoje a estudar para tentar medicina e para eventuais concursos (nível superior) . Concursos para quem não quer enfrentar mais alguns anos em outra graduação é uma boa opção.

      ps: Tenho 26 anos, talvez muitas aqui entejam preocupadas em recomeçar devido a idade, mas não desanimem. Meu namorado trancou o curso em uma federal nos últimos períodos e decidiu fazer outro curso pelo mesmo motivo também. E como já falei ainda tem os concurso (estudar muito).

      Abraços e espero que façam uma boa escolha!

  67. Diego escreveu:

    Olá meninas! Essa é a nossa realidade. Me formei em fevereiro de 2011 e só consegui emprego em novembro do mesmo ano. Fiquei menos de 3 meses, pois a empresa dispensou todos os funcionários que estavam em contrato de experiência (os primeiros 90 dias de trabalho). Depois arrumei um no qual fui prestador de serviço através de contrato. Nesse fiquei 4 meses e sai pq arrumei outro em agosto de 2012. Quando achei que a minha vida profissional estava resolvida, a empresa perdeu o contrato com o hospital e mandou todo mundo embora. Imagina se eu soubesse que iria ser assim, não teria feito nutrição. Teria feito qualquer coisa na área de tecnologia e informática, pois ninguém quer saber de saúde. As pessoas querem dinheiro, nada mais além disso. Por isso, pensem bem antes de fazer um curso de nutrição, pois os desgastes durante e depois da faculdade são constantes. Fica a minha dica, de um profissional frustado. Um abraço!

  68. Daniela escreveu:

    Pessoal, há comentários aqui desde mais ou menos 2 anos, o mercado ainda continua ruim, estou trabalhando há 2 anos como nutricionista, salário baixo, sem perspectiva de crescimento e melhora no salário. Depois de 4 anos de conclusão do curso ainda tenho colegas que não conseguiram emprego na área, que trabalham em outra área, tenho colegas insatisfeitos com as condições de trabalho e com o salário. Unidades de Alimentação e Nutrição são um estresse total e nutrição clínica é muito mais muito difícil ganhar dinheiro e muito mas muito difícil conseguir emprego… Estou pensando em iniciar outro curso, vou prestar vestibular e se não der certo tentar obtenção de novo título…. E que Deus me ilumine!!!

  69. Sim, o mercado continua de mal a pior! Me formei em 2012, só estou recebendo um “salário”, pois passei em um mestrado em Universidade Estadual e consegui uma bolsa!..

  70. Pessoal, por isso que digo, se sabem que a profissão está assim, vai fazer outra coisa, vou dar o meu exemplo: eu sou administradora financeira, fiz pos graduação em controladoria, vou cursar ciências contábeis, tenho inglês, e vivo uma fase em que “as empresas me procuram”, faixa salarial acima de R$ 6.000,00, sem contar que sou consultora também. Minha cunhada é fisioterapeuta e pós graduada e não consegue emprego clt, e ganha 30,00 por cliente atendido, imagina, eu nunca faria curso na área da saúde, pois R$ 2.000,00 eu ganho em 1 dia de serviço prestado. Pensem bem colegas. Abraços.

  71. me esclareceu o qu queria saber

  72. me esclareceu o qu queria saber

  73. Depois de ler todos esses comentarios nao sei mais o que fazer da vida.
    Faço Engenharia quimica e estou no 4º semestre e estava pensando em trocar para nutrição e no futuro trabalhar como nutricionista esportivo. Nao li nenhum comentario falando a respeito de nutricionista esportivo, como esta o mercado de trabalho para ele? Tenho um sonho de ganhar em torno de seis mil reais por mes, sera que eu consigo sendo um nutricionista esportivo? (obviamente que nao sendo recem formado). Alguem poderia me dar alguma dica sobre o que fazer? Continuo no meu curso ou mudo para nutrição? Obrigado

    • Paulo! Você pensa em atuar em academias? clubes de futebol (pense no número de clubes que existem e que vão se interessar em pagar bem um profissional destes). Sugiro que você faça uma busca em sites de emprego nesta área no seu estado. Este salário para nutricionista é muito difícil de se chegar… faça uma busca e poderá tirar suas próprias conclusões sobre o mercado….

  74. Patrícia escreveu:

    É lamentável ver uma profissão tão linda ser tão pouco valorizada. Fiz Nutrição por vocação, mas recomendo que os interessados nesse curso leve também em consideração o salário (que é muitíssimo baixo!), o mercado de trabalho…..
    Já atuei em uan e clínica, com experiência média de 6 anos e hoje, 03 anos, após me dedicar exclusivamente a maternidade não consigo emprego.

Quer realizar um comentário?

*





RSS RSS (comentáos)